O poder do micromarketing no franchising!

Sobre Franchising e Micromarketing

Antes de tudo, vamos passar rapidamente pelas formas mais convencionais de comunicação em redes de franquias: campanhas institucionais, campanhas sazonais – e, claro, o tão falado micromarketing.

Campanha institucional: tem como grande objetivo posicionar e divulgar a marca para o público geral. Normalmente essa campanha-conceito dura de 6 meses a 1 ano e utiliza o fundo de marketing/propaganda para sua divulgação. Tem abrangência nacional.

Campanhas sazonais: têm na força do varejo um de seus grandes trunfos. Dia dos Pais, Natal, Dia dos Namorados e outras datas importantes movimentam a economia – e as redes de franquias aproveitam para divulgar ainda mais seus produtos e serviços. É uma boa oportunidade para ações promocionais mais agressivas.

Sua Majestade, o Micromarketing

O Brasil é um país imenso e o públicos, hábitos e formas de comunicação variam muito de região para região. Por exemplo: o dono da unidade, em Salvador, na Bahia, de uma rede de franquias de limpeza profissional, identificou, como público de grande potencial, mulheres na faixa etária entre 30 e 55 anos, com um ou mais filhos  – e bom poder aquisitivo.

Um estudo foi realizado e, assim, constatou-se que  havia uma grande concentração do público desejado em estúdios de pilates – e com um fator extra como bônus:  a prática de pilates é recomendada, em muitas ocasiões, para pessoas que enfrentam problemas na coluna vertebral. Em outras palavras: gente que possui grande dificuldade para limpar sua própria residência. Com base nessas informações, foi desenvolvido material específico e com linguagem condizente com o público-alvo.

O resultado foi excelente!

Na mesma rede, outro franqueado apresentou uma demanda completamente diferente, já que sua unidade está localizada em uma cidade universitária na qual muitas repúblicas são divididas entre vários jovens estudantes. Neste caso, portanto, foi utilizada uma linguagem mais jovial e divertida, com destaque para a qualidade dos serviços e o baixo custo. Com esses exemplos, é perceptível que a mesma rede possui necessidades completamente diferentes – e atendê-las adequadamente, mesmo em meio a características tão distintas, traduz a magia do micromarketing!

O micromarketing também se mostra eficaz em campanhas sociais. Uma campanha de doação de agasalhos a moradores de rua ou instituições de caridade funciona muito bem em algumas regiões do Brasil, como Sul e Sudeste. Porém, não faria qualquer sentido no Norte ou Nordeste, já que em boa parte dessas regiões a temperatura não é menor do que 28° – ou seja, talvez uma campanha de doação de leite fosse mais coerente neste caso.

Então, micromarketing em franchising é um conjunto de ações de marketing cujo foco principal consiste em atingir o público próximo à unidade franqueada respeitando suas características, necessidades e desejos. É preciso que franqueado conheça o perfil do público-alvo local e suas expectativas – além de identificar parcerias com empresas que potencializem a comunicação.

Patrocínio de shows regionais, rodeios, parceria com escolas e outras organizações, anúncios em jornais e revistas locais e personalização de postagens em redes sociais são alguns exemplos de necessidades que os franqueados têm na ponta.

E a forma de divulgação varia bastante: folhetos, spots em rádio até o carro de som – que, sob determinadas condições, tem importância relevante. A franqueadora, por sua vez, tem papel fundamental nesse processo ao avaliar e aprovar as ações propostas pelos franqueados e, assim, garantir a identidade visual da marca. Além, claro, de desenvolver procedimentos para dar suporte à divulgação da unidade.

Tudo isso é micromarketing, uma das especialidades da Godiva Propaganda – que, por meio de muita expertise e de seu núcleo de Franchising Inteligente, atende a todas as demandas de franqueadoras. Quer saber mais? Venha tomar um café conosco!

Leandro Rampazzo é sócio-diretor da Godiva Propaganda